Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘São’

Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!
Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

in Mensagem, Fernando Pessoa

Anúncios

Read Full Post »

Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa)

17 de Outubro de 2013

Acompanhe a conferência em directo:

http://livestre.am/14WFo

cplp

Read Full Post »

O Oceano Atlântico cobre sensivelmente 106,460,000 km2. Ocupa 20% da superfície do planeta Terra.

Cada um destes países da CPLP tem as seguintes Zonas Económicas Exclusivas (ZEE) no Oceano Atlântico:

Angola: 501.260 km2

Brasil: 4.489.919km2

Cabo Verde: 734.265 Km2

Guiné-Bissau: 70.000 Km2

Portugal: 3.660.955 km2

São Tomé e Príncipe: 160,000 km2

Soma da área das ZEE, dos países da CPLP, no Atlântico Oceano: 9.616.399 km2

Se algum número não estiver correcto, favor comentar!

 

Read Full Post »

Uma delegação da Federação Nacional dos Pequenos Agricultores de São Tomé e Príncipe (Fenapa – STP) encontra-se desdesao_tome_principe terça-feira em Luanda para trocar experiências com responsáveis angolanos do sector agrário.
O vice-presidente da Confederação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agro-Pecuárias de Angola (UNACA), Albano Lussaty, informou que a delegação da Fenapa vai manter contactos para reforçar a cooperação entre membros da Organização das Cooperativas dos Países de Língua Portuguesa (OCPLP).
Ao mesmo tempo, a UNACA vai aproveitar a estadia da delegação da Fenapa no nosso país para dar a conhecer aspectos do movimento cooperativo em Angola.
A Confederação, prosseguiu, vai transmitir à sua congénere de São Tomé e Príncipe como os seus associados participam nos programas do Executivo angolano, designadamente o de redução da pobreza, de crédito de campanha e empréstimo de financiamento, de revitalização da alfabetização e de aquisição de abastecimento técnico-material.
Durante a permanência de sete dias, a delegação da Fenapa encontrou-se ontem com a Direcção Executiva da confederação angolana para uma troca de experiências no domínio da formação de quadros.
Os representantes são-tomenses vão visitar a Cooperativa Agro-Pecuária Nguengue, a província do Bengo e encontrar-se com o ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Afonso Canga.

Fonte: http://jornaldeangola.sapo.ao/15/0/camponeses_de_sao_tome_visitam_parceiros_nacionais

Read Full Post »

Acreditando ou não na credibilidade da ONG (Organização não governamental)

Berlim – A maioria dos países lusófonos melhorou a sua posição no ‘ranking’ deste ano da organização Transparency Internacional sobre percepção da corrupção, com destaque para Timor-Leste, mas Cabo Verde e Moçambique foram excepções, noticiou hoje (quarta-feira) a Lusa.

No ‘ranking’ hoje (quarta-feira) divulgado, incluindo dados de 176 países e com uma nova metodologia para calcular a pontuação de cada país, é Timor-Leste que regista uma maior subida entre os Estados lusófonos, de 30 lugares, para a 113ª posição.

São Tomé e Príncipe escalou 28 lugares em relação à edição anterior, situando-se na 72ª posição, um pouco acima do Brasil, que na 73ª posição regista uma subida de quatro lugares face a 2011.

Angola subiu nove lugares, para a 157ª posição geral, e até a Guiné-Bissau, que viveu um golpe de Estado em Abril passado, surge em melhor posição, a 150ª, quatro lugares acima de 2011.

A Transparency Internacional dá conta de poucas melhorias no combate à corrupção a nível internacional, mesmo no caso de sociedades que viveram recentemente transformações ou revoluções no sentido da democracia, segundo a presidente da ONG, Huguette Labelle.

“Os governos precisam de integrar acções anti-corrupção em todas as tomadas de decisão públicas”, afirmou Labelle na divulgação do ranking.

“As prioridades devem incluir melhores regras sobre ‘lobbying’ e financiamento político, tornar mais transparentes os gastos públicos e contratações e tornar os organismos públicos mais responsáveis perante as pessoas”, adiantou.

O Índice de Percepção da Corrupção é calculado a partir de indicadores de corrupção de entidades internacionais como o Banco Mundial.
Entre os países lusófonos, Cabo Verde continua a ser o melhor colocado, depois de Portugal, mas este ano registou uma quebra de oito lugares, para o 39.º.

Também Moçambique recuou, de 120.º para 123.º, de acordo com os dados hoje divulgados.

Portugal registou uma pequena variação na pontuação que ditou uma descida ligeira de 32.º lugar para 33.º.
Dinamarca, Finlândia e Nova Zelândia surgem em primeiro lugar entre os 176 países avaliados, todos com uma classificação de 90 (num máximo de 100).

Fonte: http://www.portalangop.co.ao/motix/pt_pt/noticias/africa/2012/11/49/Cabo-Verde-Mocambique-excepcoes-melhoria-ranking-sobre-percepcao-corrupcao,1be06da0-6d7d-4a10-890a-e6a2c0cc0acf.html

Read Full Post »

São Tomé – O Presidente são-tomense, Manuel Pinto da Costa, desejou hoje (terça-feira), à partida para Lisboa, ver ultrapassados os problemas que dificultam a livre circulação de pessoas e bens entre São Tomé e Príncipe e Portugal, noticia a LUSA.

“Eu sei que é uma inspiração dos são-tomense e também portugueses de poderem ir a Portugal e vir a São Tomé e Príncipe sem qualquer problema de visto”, disse Pinto da Costa aos jornalistas, momento antes de partir para uma visita de Estado e privada de oito dias a Portugal.

Pinto da Costa lembra entretanto que “as coisas têm que ser feitas a seu tempo” disse estar convencido de os dois estados-membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), cedo ou tarde vão “encontrar uma solução satisfatória para todos”.

O chefe de Estado são-tomense disse que os dois países desenvolvem uma cooperação “muito intensa em vários domínios, muito especialmente na saúde e na educação”, considerando, no entanto, que as áreas de interesse “não têm limites”.

O Presidente são-tomense incluiu na sua delegação vários empresários são-tomense cujo objetivo é “atrair mais investimentos portugueses a São Tomé e Príncipe”.

“Essa visita com certeza trará um maior reforço da amizade e cooperação entre Portugal e São Tomé e Príncipe nos domínios que interessam aos dois países”, concluiu Pinto da Costa.

A viagem para Lisboa que estava marcada para as primeiras horas da manhã só se efectuou já nas primeiras horas desta tarde devido o atraso do voo da STP Airways.

O Presidente são-tomense terá um encontro na quarta-feira com o seu homólogo português, Aníbal Cavaco Silva, na sexta-feira com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e será recebido, na quinta, pela presidente da Assembleia da República portuguesa e pelos grupos parlamentares.

Outra parte da sua visita será de carácter privado e nessa altura manterá encontros com a comunidade são-tomense radicada em Portugal.

O atraso da partida do voo da STP Airways adiou para quinta-feira um importante debate parlamentar sobre a execução do Orçamento do Estado.

Fonte: http://www.portalangop.co.ao/motix/pt_pt/noticias/africa/2012/6/30/Presidente-sao-tomense-propoe-livre-circulacao-com-Portugal,e16a4601-3fb9-400f-926a-5647494bbd77.html

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »